Julho Sem Plástico

Já parou para pensar como é estranho que um material bem mais duradouro do que nós mesmos seja diariamente usado e logo descartado? Sim, estou falando do plástico.

Ele está na garrafa de água, na embalagem dos produtos, em materiais hospitalares… A lista é enorme. Mesmo tendo benefícios no seu uso, será que ele é sempre tão necessário? Como podemos chamar de prático um material que demora séculos para desaparecer?

Estou participando de um desafio chamado Plastic Free July, em que o objetivo é recusar qualquer uso de plástico até o fim do mês. Isso implica em algumas mudanças de hábitos, e é claro que não é fácil. Mas sempre existem pequenas coisas que podemos modificar, além de ser uma ótima oportunidade para prestar mais atenção no lixo que produzimos.

Para se juntar ao desafio, basta se comprometer a não usar plástico por dias, meses ou até mais tempo! Vocês animam a tentar? 🙂

O que eu estou fazendo

Frequento feiras.

7e3a3ea4-34a7-476f-91e8-255593dd6760-1
Normalmente, feiras têm mais variedade dos mesmos produtos, então há mais chances de encontrá-los não embalados. Lá também é mais barato comprar a granel, que pela minha experiência é bem caro em lojas tradicionais (culpa da gourmetização…).

img_3190
Infelizmente, nem sempre dá para garantir a forma como os produtos chegarão até nós (olha aquelas montanhas de plástico ali atrás!), mas podemos escolher como os levaremos para casa.

Ando com talheres e copo na bolsa.

IMG_3276
Minha garrafa vermelha e meus talheres (que estão enrolados nesse paninho bonito) estão sempre comigo.

Já que não saio de casa sem bolsa, não dá trabalho nenhum ter meus talheres e copo comigo. Eles não ocupam muito espaço e têm me poupado de gerar desperdícios quando estou na rua.

Fiz minha pasta de dente.

IMG_3507

Artigos de higiene pessoal costumam gerar muito lixo. Já que a minha Colgate acabou, comecei a preparar a minha própria pasta de dente. Esse post traz uma receita e mais informações para quem quiser testar essa forma diferente de escovar os dentes.

 

 

 

 

Anúncios

Para fazer em casa: delineador

Maquiagem me deixa feliz. Adoro como ela pode realçar o rosto das pessoas, dar cores novas, passar mensagens. Como agora meu objetivo é evitar desperdícios e controlar as substâncias que entram no meu corpo, ficou mais difícil comprar esses produtos em lojas convencionais. Verdade seja dita, eu estava sofrendo com a ideia de não me maquiar mais.

Foi aí que comecei a pesquisar receitas naturais caseiras e me surpreendi com a quantidade de possibilidades que temos por aí! Resolvi fazer primeiro o delineador, já que os olhos são áreas muito sensíveis do corpo e usar produtos com ingredientes que não conhecemos pode ser perigoso para esta região. Depois de dias de testes, acabei desenvolvendo uma receita que deu certo para mim.

O legal de fazer seus próprios cosméticos é que você controla o que entra em contato com o seu corpo, na quantidade ideal para você. Para quem quiser saber mais sobre o problema com muitos cosméticos convencionais, indico esse vídeo aqui. Mas vamos à receita!

Você vai precisar de (para 1 porção)

  • 4 cápsulas/comprimidos de carvão ativado (vendidas em farmácias)
  • 3 colheres de chá de óleo de coco
  • 1 e 1/2 colher de chá de cera de abelha (encontrei em uma feira, na banca de mel)
  • 1 cápsula de vitamina E, que é um antioxidante que prolonga a vida do produto

Modo de preparo
1. Esquente a cera de abelha. É indicado aquecê-la já dentro do recipiente que será utilizado, porque ceras grudam em tudo.
2. Adicione ao recipiente o óleo de coco, que também pode ser aquecido se estiver sólido.
3. Acrescente o carvão ativado e a vitamina E.
4. Misture tudo até obter uma pasta homogênea, sem carocinhos de carvão.

Para conservar adequadamente sua maquiagem, é indicado sempre deixar sua embalagem fechada e em um lugar seco e pouco iluminado. Outra coisa muito importante é anotar a data em que cada produto foi feito.

Ficou assim:


Como passar

Umedeça um pincel chanfrado com um pouco de água. Depois é só passar o pincel sobre a mistura e aplicar aos olhos como com qualquer outro delineador.

Talvez seja necessário passar algumas camadas para que o delineador fique  homogêneo, mas é rápido e o resultado é bem parecido com o das marcas comerciais!

É isso! Não consegui encontrar o carvão à granel, por isso ainda gerei  resíduo. Quem sabe eu tenha coragem de fazê-lo da próxima vez!

E então, o que acharam? 🙂